Querendo ver outros blogs meus consultar a Teia dos meus blogs

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Acontecimentos no ano de 1732


  • Reatamento das relações com a Santa Sé

Em 24 de Setembro de 1731 o papa Clemente XII, acaba com o conflito existente com D.João V e concede finalmente o cardinalato ao ex.núncio em Lisboa Monsenhor Bichi, que tinha estado na origem do corte de relações com a Santa Sé em 1728 no pontificado de Bento XIII, como havia sido referido em

Corte de relações com o Vaticano

O reatamento das relações foi confirmado com a chegada a Lisboa do novo núncio em Setembro de 1732.

  • Março,10- Proibição da vinda para Portugal de mulheres residentes no Brasil

A necessidade de povoar o vasto território do Brasil, fazia com que Portugal desenvolvesse uma política contrária ao envio de mulheres jovens para os conventos. Em 1721, o Conde de Assumar, capitão general de São Paulo e das terras de Minas, chamou a atenção das autoridades de Lisboa a respeito da saída de jovens donzelas que eram enviadas para os conventos de Portugal
. Isto, na sua opinião, prejudicava o povoamento da colónia, onde as mulheres brancas eram poucas.

Daí resultou o alvará· de 1732, no qual D. João V proibia a saída de mulheres para o reino, sem sua autorização. Elas deveriam permanecer no Brasil e casar para povoar a terra; não havia lugar para mulheres solteiras na Améica portuguesa.
  • Abril-Inicia-se a construção da Igreja dos Clérigos no Porto.
A primeira pedra da igreja é lançada no dia 23 de Junho de 1732, justamente na presença do arquitecto Nicolau Nasoni, tocando todos os sinos dos diferentes templos da cidade ao mesmo tempo para comemorar esse facto.

As obras começaram a seguir a bom ritmo, mas ao fim de algum tempo ficaram totalmente paradas. A razão deveu-se provavelmente a várias intrigas movidas pelo pároco de Santo Ildefonso, preocupado com a ocorrência que o novo templo vinha a estabelecer.

A expulsão do mestre pedreiro António Pereira, aliado do referido pároco e a sua substituição por Miguel Francisco da Silva não alterou grandemente o estado das obras
  • Setembro,16-Explosão do paiol de munições de Campo Maior, devido à queda dum raio que provocou inúmeros mortos e feridos e grande prejuízos.
O castelo de Campo Maior, visto do jardim do Palácio Visconde de Olivã. Parecendo um castelo medieval, foi, na realidade, reconstruído no século XVIII. Em 1732, a torre de menagem que albergava o paiol das munições, foi atingida por um raio, seguiu-se uma grande explosão que destruiu a maior parte do castelo medieval e grande parte da vila.

2 comentários:

Anónimo disse...

pois
axo giro

Anónimo disse...

mt interessante!